Menu

Pé-direito Duplo: Recurso que engrandece obras

Escrito por: J.Bianchi
Arquitetura e Decoração

Considerado uma tendência, o recurso do pé-direito duplo na verdade é bem antigo. Confira a seleção de projetos que utilizam dele por conforto térmico, simples capricho ou sensação de amplitude.

Alguns dos artifícios arquitetônicos usados na contemporaneidade foram criados há bastante tempo. Um deles é o pé-direito duplo, recurso que faz parte da história e esteve presente em grandes obras da arquitetura, como as catedrais do século XVIII. Inicialmente, eram utilizados como marcações de ambientes, separando o hall de entrada de casas e prédios comerciais do restante do projeto. Nas décadas de 1940 e 1950, seu uso em residências aumentou. Hoje, além de serem construídos com o intuito de se criar halls, também são usados para a construção de um ambiente social mais moderno e espaçoso.

CASA DOS UMBUS


As arquitetas Arytana e Ticiana Stefenoni Tartuce valorizaram o living com um pé-direito duplo. Os vasos pendurados e a iluminação no forro são essenciais para finalizar a moderna composição.

Conversamos com o arquiteto e urbanista Manoel Balbino, um dos sócios do escritório Arq-Urb, e ele define pé-direito como a medida interna de piso a teto, não importando se em cima existe uma laje, um telhado ou um segundo piso. Suas dimensões variam entre 2,5 e 3 metros de altura. Baseado nisso, conseguimos entender o conceito de pé-direito duplo, solução arquitetônica interessante que possui suas peculiaridades. A primeira delas – e talvez uma das mais marcantes – é sua altura, que necessariamente ultrapassa os 5 metros. Este fato acrescenta algumas características aos projetos.

RESIDÊNCIA MILÃO


A fachada imponente deste projeto, de autoria da arquiteta e urbanista Elaine Saliba, aliada ao fechamento de vidro lateral, adicionam requinte ao pé-direito duplo da construção.

Com as paredes e teto mais altos, um vão é criado no ambiente e, com isso, a sensação de amplitude invade o cômodo, e a quantidade de luz natural disponível dobra. Em regiões mais quentes, a questão térmica pode ser trabalhada com mais facilidade e de forma mais natural. Nesses locais, o ar quente é o grande responsável pelo aumento da temperatura, pois sobe para a parte mais alta do ambiente. Quando a parte superior é maior, caso dos pés-direitos duplos, e aliada a uma boa ventilação, o ganho é quase instantâneo e torna o lugar mais fresco. Isso acontece porque a distância desse ar quente fica maior, diminuindo a incidência de sua temperatura no ambiente. “São necessárias outras características para amenizar o clima interno. A isolação é uma delas, e a circulação de ar outra. O cômodo ganha muito mais se existir uma sombra natural para ajudar a resfriar o ar”, ressalta Balbino. Mas um alerta: em regiões com a temperatura mais fria, a solução pode instensificar o resfriamento do clima, criando um espaço ainda mais gelado. É essencial discutir todos os pontos do projeto com um profissional, para então encontrar alternativas que ajudem na resolução do problema.

RESIDENCIAL ALPHAVILLE IPÊS


O ambiente moderno é integrado com um mezanino com guarda-corpos de vidro. O pé-direito duplo é ressaltado pela decoração leve, que cria uma atmosfera clara. O projeto é assinado pela arquiteta e urbanista Isabel Jácomo.

Quando desenhados com ventilação cruzada, os projetos utilizam a natureza como alternativa sustentável a sistemas de aquecimentos ou ar condicionado. Utilizar as correntes de ventos em seus sentidos naturais permite que o ar entre e saia com facilidade da casa e que haja higienização do ambiente, devido à troca de ares.

APARTAMENTO SOFISTICADO


Esse living com pé-direito duplo conectado à varanda foi eleito o ponto alto do projeto pelos proprietários e pelas responsáveis pela criação dele, as designers de interiores Maria Célia Moraes e Wanessa Clara. A pastilha de madeira e papel de parede emprestam charme ao ambiente. As longas cortinas dão um toque especial à composição.

Os pés-direitos duplos são mais valorizados pelo mercado imobiliário, influenciando consideravelmente o preço final de alguns imóveis. Neste tipo de construção, os ambientes passam a transmitir sensações de imensidão, liberdade e grandeza. O que agrega valor, também, são os custos de edificação, semelhantes à obras de um segundo piso, o que também pede uma primordial preocupação com a estrutura. “A única coisa que o pé-direito duplo não tem é o piso, e seu custo pode chegar ao dobro do pé-direito normal”, alerta o arquiteto.

Confira mais alguns projetos que a Anual Design separou e veja como este recurso é versátil e empresta muita personalidade às obras.

RESIDÊNCIA ALPHAVILLE IPÊS


Neste projeto de interiores, a designer Fátima Lima fez uma união incrível entre natureza e elementos naturais. A profissional tirou proveito da ventilação cruzada e da orientação solar. O ambiente com pé-direito duplo, repleto de plantas, tornou-se aconchegante e exatamente o que a família buscava.

CASA SOFISTICADA


Este estonteante projeto de Giovanni Borges mescla elementos rústicos com uma decisão mais limpa de decoração. Nesta sala de estar, o pé-direito duplo é valorizado pela imensa parede de vidro que conecta o ambiente à sala de jantar.

CASA COLIBRI


O pé-direito duplo deste audacioso projeto de Pedro Ernesto Gualberto e Leandra Castro é muito valorizado com a parede em pedra-ferro. A decoração, que mescla elementos contemporâneos a tons neutros, tem um ar clássico.

CASA BOA VISTA


No living e na sala de jantar do projeto da arquiteta e urbanista Andressa Lima, predominam os tons off-white no mobiliário e na decoração. As cortinas realçam ainda mais o ambiente suntuoso propiciado pelo pé-direito duplo.

CASA EM CONDOMÍNIO


O projeto da designer de interiores Maria Lenise fez a residência de uma família adquirir estilo próprio e diferenciado. Recheada de objetos de decoração do acervo familiar, o espaço é cheio de referências. No living, o pé-direito é valorizado com uma série de porta-retratos. O mezanino possui guarda-corpos em vidro e degraus de madeira suspensos.

RESIDÊNCIA MEDANHA


Este projeto leva a assinatura do escritório de arquitetura do designer Nando Nunes. A residência possui pé-direito duplo e o mezanino serve de corredor para os cômodos superiores, com guarda-corpos de vidro e modernos, além de escadaria em gesso e suspensa.

RESIDÊNCIA EM CONDOMÍNIO FECHADO


A arquiteta Priscila Rassi é responsável pelos projetos de arquitetura e de interiores desta residência. O living tem pé-direito duplo e se comunica com a sala de jantar, com o home theater e a varanda. O fechamento em amplos panos de vidro possibilita farta entrada de luz natural, o que aumenta ainda mais a sensação de amplitude no ambiente.


Por Equipe Anual Design
http://www.anualdesign.com.br/blog/6185/pe-direito-duplo-recurso-que-engrandece-obras/


7

Dicas que niguém nunca te contou sobre financiamento imobiliário

O ebook que faltava para você finalmenge ter a sua casa própria

Nosso endereço:
icone localização Rua Barão de Jaceguai, 509 – 3º andar
Ed. Atrium - Centro Mogi das Cruzes - SP
Telefone:
icone telefone (11) 4728-8800
by Neotix

Fale conosco via Whatsapp

icone whatsappWhatsapp!